Este é o blog da Sociedade Paraibana de Arqueologia. Contato: sparqueologia@gmail.com

quarta-feira, 6 de novembro de 2013

Raul Córdula - Memórias do Olhar


O Instituto de Arte Contemporânea da UFPE apresentará entre os dias 7 e 29 de novembro a exposição Memórias do Olhar, do artista Raul Córdula.

A mostra é composta de quatro visões da obra de Raul montadas cada uma em sala diferente, distribuídas assim: 

Memórias do Olhar, a sala que dá nome á exposição, se trata de uma série de objetos compostos por coisas guardadas em seu ateliê por décadas, como folhas de papel de desenho, embalagens, óculos velhos, pincéis, esquadros, etc. Ele trata estas “memórias” guardadas no tempo e no espaço como fetiches de um rito próprio que seu cotidiano formou naturalmente.

As três outras salas são ocupadas pelas continuações do que ele desenvolveu em exposição realizada ano passado na Galeria Janete costa do parque dona Lindu.

A primeira é Made in PB – Feito em Chumbo, uma leitura da bandeira da Paraíba – a bandeira do NÉGO – onde estão expostas palavras nas paredes de uma sala antiga pintada de vermelho. Estas palavras são o título da série e a frase do poeta paraibano Augusto dos Anjos “Acostuma-te à lama que te espera.” Aludindo ao fato de os Tenentes de 1930 terem também sido os Generais de 1964.

Outra sala é uma homenagem aos desaparecidos da guerrilha do Araguaia, um desenho que mede 1.50m por 4.50m que foi exposto no chão da Galeria Janete Costa e onde, no último dia da exposição, os dançarinos de Street Dance que se apresentam no Parque, dançaram sobre este desenho a convite de Raul, criando simbolicamente um “rito de passagem” pela movimentação dos dançarinos sobre os desenhos dos corpos e dos nomes escritos dos 52 guerrilheiros desaparecidos. O desenho será exposto na parede e será exibido o vídeo com a dança, de autoria de Amélia Couto.

Na última sala o IAC remonta a cartilha Vamos Colorir: uma mesa com papeis onde estão desenhados padrões geométricos criados por Raul para os visitantes colorirem. Nas paredes estão placas de acrílico transparentes com os mesmos padrões desenhados em baixo relevo.
 
 
Abertura: 07 de novembro de 2013
Horário: 19h
Local: Instituto de Arte Contemporânea - IAC-UFPE
 
Visitação: 08 a 29 de novembro de 2013
Seg. a sex.: 8h às 12 / 14h às 18h


Rua Benfica 157 . Madalena 
50720-001 Recife  Pernambuco PE  Brasil

0 comentários:

Leia por assuntos

Boletim da SPA eventos Arqueologia evento Pedra do Ingá IHGP História Patrimônio Vandalismo Lançamento Paleontologia Rev. Tarairiú Campina Grande Centro Histórico João Pessoa Revista Eletrônica Arte IHGC Juvandi Tarairiú Carlos Azevedo Homenagem Livro Museu Arqueologia Histórica Artigo Cariri Diário da Borborema Arquivo Espeleologia História da Paraíba Inscrições Rupestres MHN UEPB Nivalson Miranda Pesquisas Vanderley Arte Rupestre Encontro da SPA Evolução Exposição Fósseis Itacoatiaras LABAP Patrimônio Histórico Soledade São João do Cariri Thomas Bruno Achado Arqueológico E-book Falecimento IPHAEP IPHAN Missões Projetos Queimadas Raul Córdula SBE Semana de Humanidades Serra de Bodopitá UEPB UFCG Vale dos Dinossauros Acervo Antropologia Arqueologia Experimental Barra de Santana Brejo Cabaceiras Capitania da Paraíba Cartilha Clerot Cordel Descaso Escavação Estudos Evolutivos FCJA Forte Ingá Itatuba Lagoa Salgada Memórias Natal Niède Guidon Palestra Patrimônio Arqueológico Pesquisador Piauí Serra da Capivara Serras da Paraíba São João do Tigre UBE-PB USP Uruguai Walter Neves África ALANE ANPAP APA das Onças Amazônia Amélia Couto Antônio Mariano Apodi Araripe Areia Arqueologia Industrial Arqueologia Pública Aula de campo Aziz Ab'Saber Bacia do Prata Belo Monte Biografia Boqueirão Brasil CNPq Camalaú Caraúbas Carta circular Casino Eldorado Ceará Cemitério Comadre Florzinha Concurso Cozinhar Curimataú Curso Curta-metragem Datação Dennis Mota Descoberta Dom Pedro I Dossiê Educação Ambiental Educação Patrimonial Elpídio de Almeida Emancipação política Espaço Cultural Esponja Exumação Falésia do Cabo Branco Fazendas de gado Feira de Campina Grande Fonte Histórica Forte Velho Funai Gargaú Geografia Geologia Geopark Guerra dos Bárbaros Guilherme História Viva Hominídeo IHCG IHGRN IPHAN-RN Ipuarana Jesuítas Jornal da Ciência José Octávio Juandi Juciene Apolinário Laboratório Lagoa Pleistocênica Lagoa de Pedra Lajedo de Soledade Linduarte Noronha Litoral Luto MAC Mato Grosso Matéria de TV Memórias do Olhar Mostra Museu Itinerante Ocupação humana Olivedos PROPESQ Paleo Paraíba Pará Pe. Luiz Santiago Pedro Nunes Pernambuco Pilões Pleistoceno Pocinhos Ponto de Cultura Projeto Catálogo Pré-História Pré-História submersa Quilombola Reivindicação Reportagem Revista Rio Paraíba SBP SBPC Santa Luzia Sebo Cultural Seminário Semiárido Seridó Serra Branca Serra Velha Serra da Raposa Serra das Flechas Sertão Sessão Especial Sobrado Sumé São Mamede São Thomé do Sucurú Sócios TAAS Teleférico Terra Tome Ciência Técnicas Cartográficas UEPB Campus III Uol pelo Brasil Zonas arqueológicas caiabis mundurucu usina Índia Índios âmbar

Visitas desde SET 08

Translate

Estatísticas do google 2011

  © Arqueologia da Paraiba

Back to TOP