Por motivo de manutenção dos servidores da UEPB, os números anteriores do Boletim estão temporariamente inacessíveis.
Este é o blog da Sociedade Paraibana de Arqueologia. Contato: sparqueologia@gmail.com

segunda-feira, 25 de maio de 2009

Contato

sparqueologia@gmail.com


Endereço para correspondência:
Pacífico Licarião da Trindade, 75 - Bodocongó
CEP: 58.430-485 - Campina Grande-PB

Solicitamos por gentileza que enviem as dúvidas e questionamentos por e-mail, recebemos algumas mensagens tipo comentário de postagens sem quaisquer endereço de e-mail para resposta.

5 comentários:

Anônimo,  22 de janeiro de 2010 07:54  

Caros amigos do SPA.

Na minha cidade existe algumas inscrições rupestres, no lugar chamado "Lagoa de Pedra", a cerca de 4 Km do centro. Há vestígios de indígenas e muitas histórias também na "Pedra do Caboclo". E em algumas ruas foram encontrados assadas pré-históricas de uma "Preuiça Gigante". Gostaria que vocês fizessem alguma reportagem sobre estes assuntos que são de interesse geral da comunidade. Para que ficasse documentado e preservado!
Aproveito para divulgar o trabalho que venho realizando no blog "História Esperancense", que tem objeto idêntico, no sentido de resgatar a nossa memória.
Se desejar posso enviar mais dados sobre os temas acima propostos. No meu blog tem o e-mail para contato.
Visitem http://historiaesperancense.blogspot.com

Obrigado e um forte abraço;

Rau Ferreira
Blog: História Esperancense
http://historiaesperancense.blogspot.com

Rau Ferreira

Célio Cavalcante 30 de maio de 2010 20:36  

"NA BUSCA DA REGULAMENTAÇÃO DA PROFISSÃO DE ARQUEÓLOGO" Neste último dia 28 de maio de 2010, esteve nas solenidades de inaugurações do Abatedouro Público e da Praça Francisca Hilda de Vasconcelos, obras concluídas na Administração do Prefeito Edmundo Rodrigues Júnior do município de Forquilha, o líder político e presidente da Confederação das Misericórdias do Brasil Padre José Linhares Ponte (PP-CE). Naquela ocasião o Mestrando em Arqueologia – UFPE, Igor Pedroza que se fazia acompanhar do Guardião da Arqueologia Cearense, Sr.Célio Cavalcante e Professores da UFC, entregaram um documento de cunho gráfico da Secretária do Centro Brasileiro de Arqueologia Dra. Catherine Beltrão que solicita do parlamentar Federal a celeridade do projeto de lei que regulamentar a profissão de Arqueólogos no Brasil. O Deputado Federal recebeu o documento e disse que vai à luta da celeridade do já citado epigrafe. O Guardião da Arqueologia, Célio Cavalcante aproveitou aquele momento para informar que a regulamentação da profissão de arqueólogo está sendo pleiteada através do Projeto de Lei 912 deste de 2007 que tramitada na Câmara Federa e ainda não foi regulamentada. Esperamos que Vossa Excelência se junte ao novo relator Dep. José Guimarães do PT do Ceará e realizem essa aspiração de muitos Arqueológicos de nossa Federação. Por Célio Cavalcante correspondente da SPA.Fotografia no link: http://forquilhaontemhojeesempre.blogspot.com/

Folha de Riachão 19 de julho de 2010 13:20  

Na minha cidade tem algumas pinturas rupestres e pode ser que haja pegadas humanas na pedra não sei a procedência dessas pegadas, mas nas fotos são bem parecidas com pés.

Tenho uma foto das pinturas de longe, mas que da para ser observado a principio. No blog pagina fotos:

http://amigosdefelipebernn.blogspot.com/

BB 15 de novembro de 2010 20:48  

Sou de Brasília e visitei uma cidade chamada Junco do Seridó-PB, onde tenho parentes, lá fui a um rio que está tomado pelo esgoto e vi vários desenhos em rocha muitos antigos que ninguém tem idéia de quantos anos têm. Boa parte desses desenhos já foram destruídos e se ninguem registrar e preservar, a destruição pode chegar à sua totalidade em pouco tempo. Queria saber se vocês ou alguém pode fazer alguma coisa???? obrigado...

Eugênio,  22 de abril de 2011 15:49  

Sou professor de geografia da rede pública de Santa Terezinha-PB, gostaria de fazer parte da Associação Paraibana de Arqueologia. Já trabalhei como professor em Pombal, salgadinho e Maturéia e em todos consegui desenvolver trabalhos de localização e preservação das inscrições rupestres. Hoje estou tentado fazer esse trabalho no município de Santa Terezinha, tenho fortes indícios e os locais que possivelmente vou encontrar também essas inscrições, que ainda não foram divulgadas e muito menos fotografadas. Gostaria de ter contato com pesquisadores da universidade e desenvolver uma parceira. Caso encontre essas inscrições rupestres o que devo fazer? Gostaria muito me aprofundar no assunto, vocês conhecem algum curso de especialização ou mesmo de extensão aqui na Paraíba?
Além dos municípios já citados outros bem próximos de Patos também podemos encontrar as inscrições rupestres tais como: São Mamede, Catingueira, Mãe d água. Porém todos os locais estão desprotegidos e muitos já degradados. Acho que a Associação Paraibana de Arqueologia poderia desenvolver um trabalho de educação ambiental nesses locais. Grande parte da população sertaneja não conhece esses locais, até mesmo nos municípios menores as inscrições não são conhecidas, acho que o trabalho deve se voltar para a população local: conhecer para preservar!
Um abraço
Paraguassu Eugênio Rocha
Professor de Geografia da rede municipal de Santa Terezinha
Email: paraguassurocha@hotmail.com
Endereço: rua Sergio Lima, 1243
Cidade: Patos
CEP: 58701-360

Leia por assuntos

Boletim da SPA eventos Arqueologia evento Pedra do Ingá IHGP História Patrimônio Vandalismo Lançamento Paleontologia Rev. Tarairiú Campina Grande Centro Histórico João Pessoa Revista Eletrônica Arte IHGC Juvandi Tarairiú Carlos Azevedo Homenagem Livro Museu Arqueologia Histórica Artigo Cariri Diário da Borborema Arquivo Espeleologia História da Paraíba Inscrições Rupestres MHN UEPB Nivalson Miranda Pesquisas Vanderley Arte Rupestre Encontro da SPA Evolução Exposição Fósseis Itacoatiaras LABAP Patrimônio Histórico Soledade São João do Cariri Thomas Bruno Achado Arqueológico E-book Falecimento IPHAEP IPHAN Missões Piauí Projetos Queimadas Raul Córdula SBE Semana de Humanidades Serra de Bodopitá UEPB UFCG Vale dos Dinossauros Acervo Antropologia Arqueologia Experimental Barra de Santana Brejo Cabaceiras Capitania da Paraíba Cartilha Clerot Cordel Descaso Escavação Estudos Evolutivos FCJA Forte Ingá Itatuba Lagoa Salgada Memórias Natal Niède Guidon Palestra Patrimônio Arqueológico Pesquisador Serra da Capivara Serras da Paraíba São João do Tigre UBE-PB USP Uruguai Walter Neves África ALANE ANPAP APA das Onças Amazônia Amélia Couto Antônio Mariano Apodi Araripe Areia Arqueologia Industrial Arqueologia Pública Aula de campo Aziz Ab'Saber Bacia do Prata Belo Monte Biografia Boqueirão Brasil CNPq Camalaú Caraúbas Carta circular Casino Eldorado Ceará Cemitério Comadre Florzinha Concurso Cozinhar Curimataú Curso Curta-metragem Datação Dennis Mota Descoberta Dom Pedro I Dossiê Educação Ambiental Educação Patrimonial Elpídio de Almeida Emancipação política Espaço Cultural Esponja Exumação Falésia do Cabo Branco Fazendas de gado Feira de Campina Grande Fonte Histórica Forte Velho Funai Gargaú Geografia Geologia Geopark Guerra dos Bárbaros Guilherme História Viva Hominídeo IHCG IHGRN IPHAN-RN Ipuarana Jesuítas Jornal da Ciência José Octávio Juandi Juciene Apolinário Laboratório Lagoa Pleistocênica Lagoa de Pedra Lajedo de Soledade Linduarte Noronha Litoral Luto MAC Mato Grosso Matéria de TV Memórias do Olhar Mostra Museu Itinerante Ocupação humana Olivedos PROPESQ Paleo Paraíba Pará Pe. Luiz Santiago Pedro Nunes Pernambuco Pilões Pleistoceno Pocinhos Ponto de Cultura Projeto Catálogo Pré-História Pré-História submersa Quilombola Reivindicação Reportagem Revista Rio Paraíba SAB SBP SBPC Santa Luzia Sebo Cultural Seminário Semiárido Seridó Serra Branca Serra Velha Serra da Raposa Serra das Flechas Sertão Sessão Especial Sobrado Sumé São Mamede São Thomé do Sucurú Sócios TAAS Teleférico Terra Tome Ciência Técnicas Cartográficas UEPB Campus III Uol pelo Brasil Zonas arqueológicas caiabis mundurucu usina Índia Índios âmbar

Visitas desde SET 08

Translate

Estatísticas do google 2011

  © Arqueologia da Paraiba

Back to TOP